A tal da eficiência – Uma evidência.

Nesses tempos onde o próprio presidente de uma empresa pública (Eletrobras) atribui a essa instituição um grau de “ineficiência” assustador, é bom mostrar o que ocorre no mundo real da eficiência elétrica.

A notícia abaixo mostra o que aconteceu com uma linha de transmissão de 88 kV da ENEL (ex Eletropaulo), empresa privada, na zona Sul de São Paulo em 12/01/2019

Ocorrer acidentes em sistemas elétricos não é o problema. O que é grave nesse vídeo é o incêndio provocado pela total ausência de sistema de proteção que, ao primeiro curto, deveria ter desligado a linha.

Destruição da linha e desperdício de energia são só dois efeitos da verdadeira ineficiência. Aliás, qualquer cidadão pode observar olhando a bagunça dos postes de qualquer cidade brasileira.

https://noticias.r7.com/sao-paulo/homem-esta-em-estado-grave-apos-descarga-eletrica-na-zona-sul-de-sp-12012019

 

Compartilhe

      3 comentários para “A tal da eficiência – Uma evidência.

    1. pedro
      31 de janeiro de 2019 at 19:17

      Triste realidade. Com o desastre (mais um) em Brumadinho, li muitos artigos falando justamente isso. A “gestão” está se sobrepondo à engenharia. O mundo empresarial se tornou em uma busca incessante por metas e bônus. Remuneração variável. Riscos estão sendo assumidos seja por desconhecimento, seja por ganância. O corpo técnico não é mais ouvido como antigamente pois, se de um lado sentem-se “ameaçados” em perder o emprego, por outro sentem-se “motivados” pelas PLRs. Essa a diferença de uma empresa estatal. O engenheiro tem respaldo e segurança em emitir um parecer e saber que não será demitido por contrariar o que o senso comum gostaria. O mundo empresarial se tornou uma NOIA, e há certos ramos em que essa maluquice gera consequencias gravíssimas para a sociedade.

      • Odair
        8 de fevereiro de 2019 at 12:58

        kkk… No estatal / estado quem manda é indicado de “político” e quanto aos “engenheiros” se não aderir a máxima “O saco é que é o corrimão do sucesso.” vão parar no Iraque.

        • Roberto D'Araujo
          8 de fevereiro de 2019 at 13:31

          …e no setor privado, a conta das barbeiragens é do publico. Vide VALE.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *