Individualismo, Curtoprazismo e Desorientação no Setor Elétrico Brasileiro

O foco nas agendas individuais dos agentes e no curto prazo, a falta de direção do Governo, fruto da ausência de uma agenda e de um projeto próprio para o setor, aceleram o processo de desestruturação e desmanche do setor elétrico brasileiro com graves consequências para o desenvolvimento econômico e social do País. Os movimentos da Frente Nacional de Consumidores de Energia, o leilão de capacidade e as ações da AGU sintetizam os problemas da presença desses elementos no enfrentamento dos problemas do setor elétrico brasileiro hoje. Este é o tema desse Curto-Circuito 47. O programa é apresentado por Ronaldo Bicalho, pesquisador do Instituto de Economia da UFRJ.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *