1 comentário para “Mais óbvio? Impossível.

  1. José Antonio Feijó de Melo
    10 de agosto de 2022 at 10:14

    E isso aí, R0oberto. Não precisa palavras, “Mais óbvio? Impossível”. Brilhante, mas ninguém que ver!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *