Mais uma miragem – Informação

Estamos numa época onde é fácil convencer pessoas de que “miragens” existem na realidade. O exemplo mais significativo é o da “terra plana”, quando pessoas passam acreditar naquilo que apenas os olhos e ouvidos percebem. Também são impulsionadas por certos grupos que reforçam os erros e escondem o mundo real.

Uma “miragem” muito comum nesse país que faz liquidações de empresas construídas com muito esforço é vender a “terra plana” de que a Eletrobras é uma empresa que recebe recursos da união para sobreviver e, portanto, precisa ser privatizada.

Clama-se essa tese como se vários grupos privados não recebessem recursos do estado através de isenções fiscais, subsídios e empréstimos do BNDES.

Mas, vamos esquecer esse capitalismo tupiniquim e examinar os dados reais (*).

A tabela acima mostra que, de 2003 até 2018, a Eletrobras pagou quase R$ 11 bilhões à união. Em média, R$ 675 milhões/ano. Só dividendos! Além dos impostos.

Em função da intervenção tarifária do governo Dilma (MP 579), onde a Eletrobras, praticamente sozinha, foi obrigada a reduzir drasticamente seus preços para tentar reduzir o aumento tarifário, de 2014 até 2017 não houve dividendos.

Portanto, a repetida “terra plana” de que o tesouro cede recursos para a Eletrobrás é uma total miragem.

 

(*) De 2008 a 2018 dados do tesouro nacional. De 2003 até 2007 estimativa através do total de dividendos pagos e percentual de ações do governo.

  1 comentário para “Mais uma miragem – Informação

  1. Letícia
    29 de julho de 2019 at 14:43

    Infelizmente a grande mídia não aprofunda o tema com estes tipos de dados. Mas percebo que o Instituto Ilumina é um dos poucos que tem tentado com que a discussao seja tecnica, como deve ser.

Deixe uma resposta para Letícia Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *