O Brasil, o país bufão da economia mundial, volta 20 anos no tempo.

No período 1995 – 2000 o Brasil achou que, vendendo empresas, o dinheiro que estava entrando iria alavancar a infraestrutura que o país precisava e ainda precisa.

Como o dinheiro não é infinito, ativos existentes comprados significam menos ativos novos. Óbvio!

No setor elétrico, resultou o racionamento. No resto da economia, a consequência foi o que temos hoje, muito BNDES e isenções ficais. A Eletrobras foi sugada pela falta de interesse privado em investir sem uma “parceria” amiga da estatal. Não fosse a “ineficiente” já teríamos um novo racionamento.

A tarifa explodiu. O governo Dilma quebra a empresa para reduzir tarifa e não mexer com os privados. Um setor básico como esse é um dos que mais pagam dividendos aos acionistas!

Brasil! Rumo ao passado!

https://economia.estadao.com.br/noticias/negocios,em-15-anos-china-investiu-us-54-bi-no-pais-mas-so-11-do-total-em-projeto-novo,70002404520

 

Compartilhe

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *