O Ilumina e o discurso de Paulo Guedes.

 

Infelizmente, o período de radicalização de visões sobre o futuro do Brasil permanece na sociedade brasileira. A solução jamais virá sem que esses entendimentos sejam comparados, pois consideramos que a verdade não está nos extremos.

O Ministro Paulo Guedes, que dita a política econômica do atual governo, fez uma palestra na XP investimentos para um grande público. A plateia aplaudiu muito.

Evidentemente, o Ilumina não foi convidado, mas como a palestra foi disponibilizada na rede através do Youtube, colocamos algumas legendas que mostram o que pensamos faltar nesse debate que nunca ocorre.

O ministro é um orador que agrada pelo tom informal e provoca muitos risos. Enfatiza bastante a necessidade da competição nos mercados globais. O que é lamentável é que justamente na área elétrica é que está por ocorrer a verdadeira revolução competitiva que o próprio ministro cita. A possibilidade que resta está justamente na Eletrobras, que, apesar dos maus usos que fizeram dela, ainda tem um centro de pesquisa único na América Latina. Se o país tivesse um setor privado historicamente engajado às pesquisas científicas, a realidade seria outra. Não é o caso.

Sem planos de longo prazo, confiando apenas no “mercado”, o país repleto de recursos naturais se entrega à incerteza.

 

https://youtu.be/LIW-37kpPO

 

  13 comentários para “O Ilumina e o discurso de Paulo Guedes.

  1. Cadu
    1 de setembro de 2019 at 14:02

    Comentários sem relevância, extremamente fraco e sem base teórica. Mais uns “especialistas ” formados pela esquerda em universidades sem valor. Reclamam do novo ministro mostrando fatos históricos, e preocupados com seus concursos. Chegou a hora de trabalhar, de mostrar serviço. Lógico que nunca serão convidados para uma palestra desse nível. Chega a ser engraçado como falta argumentos pra esquerda, bem na verdade sobram argumentos pros liberais, basta analisar nosso passado.

    • Roberto D'Araujo
      1 de setembro de 2019 at 14:14

      Já que você é o dono da verdade, conteste os fatos e dados mencionados. Só acusar de esquerda quem não reza pela pregação na XP, não é suficiente.

    • ROLDAO LIMA JUNIOR
      2 de setembro de 2019 at 5:17

      Prezado Cadu. Faço minhas as suas palavras. O Brasil precisa dar um fim a essa esquerdopatia desmesurada e inconsequente para progredir. De fato, a análise rasa ou profunda do nosso passado político mostra que a causa do nosso desenvolvimento em ciência e tecnologia capenga é a visão caolha de parte da comunidade científica brasileira, paparicada e incentivada por ideólogos e líderes políticos esquerdopatas de plantão, que não foca o bem-estar comum. Só consegue focar aquilo que lhe interessa. Considera-se a dona da verdade absoluta. Não gosta de ser contestada. Quando é contrariada nos seus interesses esquerdopatas, parte para denegrir, covardemente, a imagem do país perante a comunidade científica internacional. Desconhece o significado de patriotismo. É uma lástima! É por isso que o Brasil é o capacho do mundo!

      • Roberto D'Araujo
        2 de setembro de 2019 at 9:50

        Poderíamos simplesmente não publicar seu comentário, já que a intenção é ofender. Mas, ao contrário, agradecemos essa demonstração de uma coleção de adjetivos sem nenhum substantivo, típica de parte da sociedade brasileira desinformada e que se orgulha dessa ignorância. Isso só reforça o alerta que estamos tentando mostrar!
        Seu texto não mostra nenhuma contestação sobre os dados citados, que apenas querem mostrar os resultados da mesma experiência que está sendo proposta para o Brasil e que, no mínimo deveriam exigir explicitar as diferenças de quem propõe.
        Muito obrigado!

    • Pedro Paulo Pimenta
      2 de setembro de 2019 at 23:17

      Vcs Bolsopatas; quem é contra as besteiras que esse governo, está fazendo com o Brasil é de esquerda. Parem de ser doentes. Estão acabando com o Brasil

      • Solange
        3 de setembro de 2019 at 20:37

        Quais são as besteiras?

    • Fabrício B. Aguirre
      16 de setembro de 2019 at 15:02

      Agora o Ilumina é de esquerda, haja conhecimento do setor elétrico, Sr. Cadu…

  2. Agenor de Oliveira
    2 de setembro de 2019 at 14:58

    Infelizmente, não estamos diante, apenas, de um “período de radicalização de visões sobre o futuro do Brasil”. A questão se torna mais grave quando essas radicalizações não abordam as raízes dos problemas, nem se sustentam com fatos e números cientifica e historicamente consistentes. Ciência, matemática e decisões técnicas não tem cor ideológica. Uma das ações fundamentais para implantação da ignorância é a eliminação do contraditório. O conhecimento e a informação são os agentes da democracia mais perigosos no combate ao retrocesso, ao pensamento “terraplanista” que faz tábula rasa de tudo que possa contradizer a truculência e o despreparo mental daqueles que não leram Derridá e continuam achando que as suas “verdades” são o centro do Universo…Diferentemente da grande mídia, o Ilumina não censura comentários toscos, desprovidos de consistência e elegância. Sou a favor dessa postura democrática, em especial por expor a imbecilidade alheia diante de uma realidade acachapante.

  3. EDUARDO DE AZEVEDO SILVA
    3 de setembro de 2019 at 1:38

    O compromisso de Paulo Guedes é com os investidores estrangeiros que vão aproveitar a oportunidade para adquirir a preços baixos ativos estratégicos no setor de energia. Pagaremos um alto preço por tamanha irresponsabilidade e desleixo com o futuro do Brasil.

  4. Maurício De Souza Fonseca
    6 de outubro de 2019 at 22:27

    Guedes é evil. Simples assim. Não precisa de números. É só uma raposa tomando cinta do galinheiro. E que odeia pobres e trabalhadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *