O Modelo da CELESC

Quando o governo de Minas Gerais vendeu 33% das ações ordinárias da CEMIG, o ILUMINA, muito mal informado naquele momento, fez elogios exagerados sobre o modelo mineiro. É provável que uma pesquisa no “site” ILUMINA ainda possa mostrar o texto de loas à esperteza mineira e as vantagens do esquema adotado sobre o modelo do governo federal. Depois, a realidade do acordo de acionistas, que extrapolou o poder de controle do sócio estrangeiro, obrigou o ILUMINA a rever seu entusiasmo original. Foi dito na ocasião, como elogio, que os mineiros trabalham em silêncio. Realmente, só que, daquela vez, em silêncio maroto.


Agora, repentinamente, o ILUMINA toma conhecimento de algo, quem sabe até inesperado: o texto da proposta de um modelo para a CELESC, preparado por Luiz Cesare Vieira, Representante dos Empregados no Conselho de Administração da Empresa.


Porque inesperado ? Por que o ILUMINA não imaginava que aparecesse tão cedo uma proposta, segundo entendemos com probabilidade concreta de ser adotada, que buscasse tornar a CELESC uma empresa PÚBLICA E CIDADÃ. Bons ventos vem do sul.


Veja a minuta da proposta.

Compartilhe

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *