Notícias em Destaques


Estatuto do Ilumina

(Com as modificações estabelecidas nas Assembléias Gerais de 11/03/1998,12/07/1999 e 24/11/2005)CAPÍTULO I Da Definição, Denominação, Objetivos e dos Princípios da Instituição Art. 1.º O Instituto de Desenvolvimento Estratégico do Setor Energético – ILUMINA é uma sociedade civil de direito privado, sem fins lucrativos, apartidário e regido pelo presente Estatuto Social e pela Legislação em vigor.…

Um modelo para não ser seguido

Abaixo a Ilumina publica um artigo traduzido do SPECTRUM ­ IEEE dos Estados Unidos ­ REESTRUTURAÇÃO DO SETOR ELÉTRICO NA INGLATERRA: UM MODELO PARA NÃO SER SEGUIDO ­ que expõe a série de impasses e desequilíbrios econômicos e operacionais que resultaram da desregulamentação da indústria de energia elétrica, submetendo-a à manipulações do livre mercado. O…

O Tarifaço de Energia Elétrica e a Cisão de Geradoras – Audiência no Congresso Nacional

DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REDAÇÃO FINAL EM COMISSÕES ENERGIA ELETRICA: TARIFAÇO E CISÃO DE GERADORAS EVENTO: Seminário N°: 344/2002 DATA: 7/5/2002 INÍCIO: 10h30min TÉRMINO: 13h49min DURAÇÃO: 3h19min TEMPO DE GRAVAÇÃO: 3h23min PÁGINAS: 85 QUARTOS: 21 REVISÃO: Antonio Morgado, Gilberto, Lia, Marlúcia SUPERVISÃO: J. Carlos, Letícia, Myrinha CONCATENAÇÃO: Débora TEXTO COM REDAÇÃO…

A Reconstrução do Setor Elétrico Brasileiro

Ildo Luís Sauer, Luiz Pinguelli Rosa, Roberto Pereira D’Araujo, Joaquim Francisco de Carvalho, Leslie Afranio Terry, Luiz Tadêo Siqueira Prado, João Eduardo Gonçalves LopesA reforma liberal do setor elétrico ocasionou “apagão”, carestia e paralisação dos investimentos. A reconstrução do setor, com o imprescindível debate democrático das idéias, destituído de preconceitos, é condição crucial para a…

Duas Polêmicas

Duas polêmicas sobre uma falsa ortodoxia obrigatória. O das agências, chega a ser uma piada. Alguns acham que não interessa se as leis são justas ou injustas. Se favorece um grupo, bota a Agência Reguladora, paga com dinheiro da sociedade, para brigar com o Governo. Ao invés de discutir a estabilidade de regras usando um…

Só má notícia!

Segundo o BNDES o total arrecadado com a venda das empresas estatais de todos os setores somou um pouco mais de US$ 100 bi. (O setor elétrico foi responsável por 30% dos US$ 100 bi). Uma parte desse montante, na realidade, não é dinheiro mesmo. Como todos sabem, os compradores puderam utilizar títulos do governo…

2003 já vai tarde

Dois aspectos que devem ser ressaltados na notícia sobre o seguro apagão no Nordeste. Para economizar água dos reservatórios, já que não está chovendo o suficiente, ligam-se as térmicas. Entretanto, tanto fazia liga-las agora ou 6 meses atrás. A economia é a mesma. Porque não se ligaram as térmicas mais baratas então? 1 – Há…

Parceiros indesejados

O ILUMINA sempre se manifestou contrário ao processo de privatização da forma como foi concebido no Brasil. Aqui, a lógica da alienação dos ativos como estratégia para diminuição da dívida pública, sempre insuficiente, se sobrepôs ao objetivo de modernização do setor e estabelecimento de um paradigma capaz de atrair o capital privado mantendo o espírito…

Que cara de pau!

Que cara de pau! o governo anterior, comandado pelo PSDB, legislou sobre o setor energético também usando medida provisória. O ministério divulgou uma lista de 13 MPs editadas entre 13 de fevereiro de 1995 e 26 de agosto de 2002 tratando de matérias relativas ao setor elétrico. PSDB vai ao Supremo contra modelo elétrico (FSP…

Subserviência sem par

Não nos venham acusar de radicais! Estamos devolvendo na mesma moeda as declarações de quem deveria estar calado! EDITORIAL DO ESTADAO DE 13.12.03 Modelo Geisel É um retrocesso – e não se está usando esta palavra com ligeireza – o novo modelo do setor elétrico nacional, anunciado na quinta-feira pelo presidente Lula e consubstanciado em…

Festival de Bobagens

O Estado de São Paulo nos presenteia com um fenômeno que só ocorre no Brasil. Responsáveis por desastres passados vêm dar lições. Na Califórnia o Governador perdeu o cargo e ninguem quer saber suas opiniões sobre o setor elétrico. Já aqui….Só com muita paciência e bom humor! Críticas ao modelo derrubam ações de elétricas (ESP…

Bem melhor, mas…

Em primeiro lugar, o modelo é infinitamente melhor do que o mercantil. Na nossa opinião é extremamente positiva a proibição do self-dealing, a compra de energia por leilões, a volta do poder concedente para o MME e a licitação de novos projetos pela menor tarifa. Entretanto, ainda temos dúvida quanto a necessidade de se criar…

Quanta bobagem

Estatais de energia devem ganhar com novo modelo SANDRA BALBIDA REPORTAGEM LOCAL Os grandes beneficiados pelo novo modelo do setor elétrico, anunciado ontem, são as empresas estatais e estaduais de energia, as empreiteiras de obras públicas e os fabricantes de equipamentos, além do próprio Ministério de Minas e Energia, autor do projeto que será enviado…

Não tem jeito mesmo

É muito cedo para ter qualquer opinião sobre o modelo. A única crítica que podemos fazer é sobre a forma nada democrática de como foi elaborado o que vem por ai. Entretanto, os críticos de plantão, principalmente os que estiveram umbilicalmente ligados ao modelo mercantil, já dispararam sua metralhadora. A principal discordância desses senhores é…

Posição do Clube de Engenharia

POSIÇÃO DO CLUBE DE ENGENHARIA Histórico: Atento aos problemas que poderiam advir no setor elétrico brasileiro, o Clube de Engenharia, de modo pioneiro, tendo em vista o inicio das discussões sobre as transformações programadas para o setor, pronunciou-se em três momentos ­ 14 de maio de 1989, 11 de agosto de 1992 e outubro de…