Setor se articula para facilitar privatização das distribuidoras – Valor

Análise do ILUMINA: A situação do setor elétrico brasileiro é uma verdadeira aula de como desorganizar um setor que lida com uma tecnologia do início do século passado. Na maioria, energias cinéticas de turbinas hidráulicas, térmicas e eólicas são transformadas em corrente elétrica que trafegam por fios e essa energia estão disponíveis para os consumidores. Nada mais simples.

Mas o Brasil conseguiu desmontar essa lógica. Mimetizou sistemas físicos distintos e fragmentou responsabilidades. A barafunda é de tal ordem, que nem desenhando o consumidor entende. Mas, vamos tentar.

Um modelo mercantil incompatível com o sistema físico só faz a alegria dos escritórios de advocacia. Uma privatização das distribuidoras da década de 90 que ultrapassou todas as normas mundiais ao vender Light e Escelsa sem agência reguladora, parece que vai se repetir. Nos planos oficiais, mais uma vez a Eletrobras parece que vai “quebrar o galho” da bagunça. O Brasil consegue fazer privatizações que, ao invés de aliviar o estado, traz mais problemas.

Como “calcanhar de aquiles” nessa segunda privatização à brasileira, o anglicismo GSF (risco hidrológico), ferida do modelo sobre as já complicadas situações financeiras das distribuidoras rejeitadas pelo mercado na década de 90.

Comece no Amarelo e siga a seta no sentido horário. É o nosso “mecanismo elétrico”.


 

 

Compartilhe

      1 comentário para “Setor se articula para facilitar privatização das distribuidoras – Valor

    1. José Antonio Feijó de Melo
      25 de junho de 2018 at 15:44

      Embora com atraso, pois estive em viagem e desligado desde o dia 14, não posso deixar de registrar aqui um comentário, que me parece adequado para a ocasião, e uma indagação: Está claro que entramos em loop. Agora vamos refazer o caminho iniciado em meados dos anos noventa. Mas, até quando vai prevalecer o oportunismo no setor elétrico brasileiro?

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *