Crise não deveria surpreender

Roberto Pereira D´Araujo

Ao contrário do propalado pela mídia, a crise hidrológica atual não é inédita. Os dados históricos de afluências mostram que o período 1951 – 1956 registrou vazões tão baixas quanto as atuais. Na verdade, esse período supera o atual em apenas 1%.

Portanto, não é conveniente culpar São Pedro. O que é essencial perguntar é: Como colaboramos para o esvaziamento dos  reservatórios?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *