A quem interessar possa – Estudo

O ILUMINA tem mostrado repetidamente a evolução tarifária desde 1995, marco zero da privatização e mercantilização do setor elétrico.

Abaixo, dados dos preços médios SEM IMPOSTOS aplicado ao setor industrial do mercado cativo (leia-se pequenas indústrias). O sobre preço é a ultrapassagem acumulada sobre a tarifa de 1995 corrigida pelo IPCA.

O ano de 2017 ainda é parcial (até agosto).

Resumindo, aumento de 131% real.

Abaixo, a mesma tabela para o setor residencial.

Resumindo, em 2017, um aumento acumulado de 50% real.

Esses dados foram colhidos pelo ILUMINA ao longo do tempo. A ANEEL existe desde 1996, entretanto, hoje, inexplicavelmente, a página da agência só divulga os valores de 2003 em diante. Vejam abaixo:

Já solicitamos diversas vezes uma explicação e não obtivemos resposta.

Não somos os únicos que citam os valores anteriores a 2003. Os seguintes artigos também o fazem

Outros documentos que podem ser consultados:

Energia Elétrica: Tarifas

Tania Rodrigues Mendes – Agente Técnico Legislativo

1º de junho de 2000


Tarifas de Energia Elétrica: Evolução nos Últimos Anos e Perspectivas

Mario Roque Bonini – www.fundap.sp.gov.br – Out/2011


As tarifas de energia elétrica no Brasil: sistemática de correção e evolução dos valores. DIEESE – Nota Técnica – 2008


A EVOLUÇÃO DAS TARIFAS DE ENERGIA ELÉTRICA E DO SALÁRIO MÍNIMO

Francisco José Rocha de Sousa – Consultor Legislativo da Área XII – Recursos Minerais, Hídricos e Energéticos


As tarifas de energia elétrica e a viabilidade da microgeração distribuída

Rennyo Nakabayashi, Roberto Zilles. Instituto de Energia e Ambiente da USP. Novembro de 2014.


 

Por fim, os gráficos correspondentes.

 

Compartilhe

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *