Carta-manifesto contra a alteração do estatuto da Eletrobras – AEEL

A gestão de Wilson Pinto Junior, diante da articulação das Entidades de Representação e da resistência dos trabalhadores e trabalhadoras, que têm possibilitado o sucessivo adiamento da conclusão da privatização da Eletrobras, parte para a ação e propõe uma “privatização por dentro”, com a alteração do estatuto da Empresa, pauta única da 180ª AGE marcada para o próximo dia 28/01.

A proposta de alteração, disfarçada de adequação aos critérios da SEST, desfigura a Eletrobras, esvazia sua função pública de pesquisa (desvinculando o CEPEL) e atendimento às necessidades nacionais de energia. Um crime!

Sintergia, ASEC e SENGE, com total apoio da AEEL, firmaram uma Carta-Manifesto contra a proposta de alteração do estatuto da Eletrobras, dirigida aos parlamentares no Congresso Nacional.

Compartilhamos aqui Carta-Manifesto e informamos que as assessorias jurídicas das Entidades de Representação de trabalhadores e trabalhadoras já estão acionadas para atuar em mais este demando do presidente da Eletrobras.

 

  5 comentários para “Carta-manifesto contra a alteração do estatuto da Eletrobras – AEEL

  1. Agamenon Rodrigues Oliveira
    23 de janeiro de 2021 at 19:09

    Caros companheiros do setor elétrico:
    Bateu o desespero nas aves de rapina que sempre espreitaram o setor elétrico como um lugar de ganhar muito dinheiro a revelia e ao arrepio da lei. Dessa vez eles foram longe demais e estão legislando em causa própria. Fabricando regulamentos, mudando estatutos para abocanhar mais um pedaço do setor elétrico. Querem não somente passar uma boiada, mas também raposas, hienas e aves de rapina. Temos que mobilizar tudo que ainda existe de honesto no pais contra este golpe no Congresso quando ele está em recesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *