Notícias em Destaques


Os impactos da privatização da Eletrobras no setor industrial brasileiro

AESEL (*) A proposta de privatização da Eletrobras pode trazer inúmeros malefícios para a sociedade brasileira. Entre eles destacam-se aqueles relacionados à soberania nacional, segurança energética, expansão do setor elétrico, desenvolvimento econômico regional, manejo dos rios e modicidade tarifária, entre outros. Um setor fundamental para o desenvolvimento econômico-social do Brasil é a nossa indústria, cuja…

Conflitos com o sol – Artigo no Valor

https://valor.globo.com/opiniao/coluna/conflitos-com-o-sol.ghtml Roberto Pereira D’Araujo (*) É inacreditável, mas, o Brasil, com seu confuso, caro e conflituoso modelo mercantil do setor elétrico, está prestes a dificultar a energia solar nos seus telhados! Além de gerar energia limpa, as placas refrescam os tetos desse quente Brasil. O lamentável é que quem está liderando essa tese retrógrada é…

Passivos e provisões podem pesar na privatização da Eletrobras – Valor

Análise do ILUMINA: As desinformações e enfoques parciais são tantas, que só mesmo comentando a logo da reportagem. Em itálico negrito abaixo. Por Rodrigo Polito — Do Rio 25/11/2019 05h01 O governo prevê arrecadar R$ 16,2 bilhões com a privatização da Eletrobras no próximo ano, conforme proposta orçamentária para o próximo ano. A cifra é…

É preciso privatizar a Eletrobras? SIM ou NÃO – Folha de SP

Análise do ILUMINA: A Folha tenta fazer um debate virtual através de dois artigos. Evidentemente, só funciona em parte porque se perde a oportunidade de contestar o que está sendo dito pelo “oponente”. Debate verdadeiro é algo que não acontece no Brasil. O ILUMINA concorda com o Dr. Joaquim. A Eletrobras não deve ser privatizada,…

Brasil dando mais vexame – Números

O gráfico abaixo mostra o nível de insolação ao nível do mar por país (50 maiores). Quanto maior a área e maior a incidência solar nessa área, mais energia solar disponível. Reparem que o Brasil é o terceiro colocado, abaixo apenas da Rússia e da Austrália. Ultrapassa a China, Canadá e Índia. Fonte: NASA Surface…

Singularidade, contemporaneidade e diversidade na construção de um novo setor elétrico brasileiro

Ronaldo Bicalho (*) O momento atual do setor elétrico brasileiro é marcado pela exaustão do seu modelo hidrelétrico tradicional. O desafio colocado por essa ruptura radical da trajetória elétrica brasileira impõe a configuração de um novo setor elétrico assentado em bases distintas daquelas que sustentaram materialmente o desenvolvimento da energia elétrica no País. O modelo…

Privatização e Soberania – Artigo

João Augusto de Macedo Costa (*). Nos idos da década de 50 do século passado, JK sabia que sua meta de industrializar o país dependia visceralmente da disponibilidade de energia elétrica. Não por acaso, ele iniciou a construção das usinas de Furnas no rio Grande e Tres Marias no rio S. Francisco. Essas usinas –…

Eletrobras vai ampliar plano de redução de funcionários – Valor

Análise “irônica” do Ilumina: Como se pode ver pelo gráfico ( Fonte: https://www.statista.com/statistics/274671/the-biggest-energy-companies-worldwide-based-on-number-of-employees/) a Eletrobras é realmente um vexame como “cabide de emprego”. Com 13,7 mil empregados (subsidiárias incluídas), ela tem apenas 8,5% dos “cabides” de empregos da Engie (França) ou 22% dos cabides da ENEL (Italia) ou ainda menos da metade de “vagabundos” (*)…

O Brasil rumo ao vexame – Números

Cansado de discussões políticas? Sem dilemas e polarizações, com base em dados, é possível ficar pelo menos desconfiado que as políticas dos governos recentes e do atual nos levam a um vexame internacional. Vejam o interessante Youtube a seguir: Os 20 principais países do mundo que produzem mais hidreletricidade 1965 a 2018 Reparem na lista de…

A briga dos subsídios, mais um dilema criado pelo modelo mercantil.

O vídeo, com bom humor, mostra os equívocos e a visão parcial que as autoridades do setor elétrico estão praticando. Uma importante transformação energética está sendo analisada apenas sob o “olhar” de um dos agentes do fragmentado modelo setorial.  É como se houvesse uma briga incontornável entre uma fonte renovável de energia e os fios…

Ninguém sabe e ninguém liga – Artigo

  Roberto Pereira D’Araujo Eu sou contra a privatização da Eletrobrás. Alguns dirão que eu sou petista, outros acham que eu quero manter alguma “mamata” por ter sido engenheiro na estatal por 30 anos e um outro grupo acha que toda empresa estatal é ineficiente e o setor privado é a eficiência por definição. A…